skip to Main Content
10 Perguntas Para Edna Kohigashi, Diretora De Riscos Da DMCard

10 perguntas para Edna Kohigashi, Diretora de Riscos da DMCard

Há um ano na DMCard, nossa convidada para um bate papo falou sobre sua carreira e o importante papel da área em que atua para o futuro da empresa.

Nesta edição da seção “10 perguntas para..” aqui do blog, convidamos Edna Kohigashi, que é Diretora de Riscos da DMCard.  Com uma carreira invejável passando por várias grandes empresas, está aqui com a gente há um ano sendo a mais recente integrante do grupo de diretores da DM.

Edna chegou aqui em março de 2020 com alguns objetivos: preparar a área de riscos e de prevenção a fraudes para ser protagonista nos bons resultados da empresa para ajudar a sustentar o nosso crescimento acelerado, e isso mantendo os valores mais importante da empresa que é o cuidado com as pessoas e a inclusão.

Aqui na DMCard nós temos uma metodologia própria de análise de crédito e com o trabalho da Edna temos conseguido oferecer, cada vez mais, melhores condições de crédito e novas soluções financeiras aos nossos clientes.

Ela contou pra gente sobre sua carreira nessa área e como tem sido seu trabalho na DMCard. Veja abaixo o nosso papo com a Edna:

1. Como você percebeu que a área de crédito e cobrança era a que você gostaria de atuar?

Meu perfil profissional é mais analítico e de realização, ou seja, com foco na análise, nas decisões e nas entregas. Por isso eu acredito no trabalho baseado em três pilares:

Dinamismo: quanto mais rápido vier o resultado, bom ou ruim, melhor.

Emoção: criar, tangibilizar e transformar.

Polivalência: envolver pessoas, processos, tecnologia e ciência. 

Vibro com tudo isso, me faz sentir que corre sangue nas minhas veias. E trabalhar em crédito e cobrança é viver tudo isso, todos os dias!

2. Como foi sua trajetória profissional até encontrar a DMCard?

Trabalhei por dez anos na Credicard, começando lá a carreira como trainee até atingir as primeiras funções gerenciais. Depois, estive por cinco anos no Unibanco, três meses de Telefônica Empresas (sim, apenas o período de experiência) e treze anos de Pefisa, a financeira da Pernambucanas. Minha preferência é o segmento de cartões e crédito ao consumidor. E tive ainda três iniciativas no empreendedorismo em diferentes segmentos.

3. Você é a mais nova colaboradora a completar o nosso grupo de Diretores, há quase um ano e já fez parte de grandes empresas brasileiras. Como você conheceu a DMCard e o que te fez aceitar o desafio?

A DMCard foi uma grata surpresa. Não conhecia a empresa, mas ao receber o convite para o processo, e investigar quem era a DMCard, só ouvi devolutivas positivas e me encorajei a seguir à diante, mesmo sendo a 100 km de casa.

 Na entrevista, os diretores compartilharam o sonho de sermos 100% inclusivos, e eu já estava em uma fase de desenvolvimento técnico-profissional com questionamentos que, para entregarmos algo diferente para a sociedade, não poderíamos continuar a usar as mesmas soluções, continuar com a mesma mentalidade. E a DMCard estimula e permite que pensemos fora da caixa, que pratiquemos a inovação de forma responsável. E isso é maravilhoso! Por isso que me encantei e decidi fazer parte desse time.

 Sim, eu trabalhei em grandes empresas, mas a DMCard é diferente. Ela não é grande, é grandiosa, pois tem propósitos nobres!

4. Sua chegada ao time aconteceu no início da pandemia do COVID-19. Quais desafios você imaginou enfrentar a partir disso e quais eram as suas expectativas para as áreas que estavam sob sua responsabilidade diante de um cenário tão incerto naquele momento?

Foi o maior desafio profissional que tive até agora. Cheguei em 16 de março, fiz a integração com o Gente e Gestão de manhã, e já no almoço entre diretores emendamos: “Foi decretada a pandemia. O que faremos como contingenciamento de crédito?”.

Eu ainda não conhecia o time (que já estavam se mobilizando para o trabalho remoto), não conhecia o Siscred, ambiente, parceiros e os indicadores. Implantamos um único Plano de Guerra. Tínhamos tanto por fazer que nem deu tempo de sofrer ou suspirar.

Fomos rápidos, alinhados, uníssonos. Confiamos na competência dos profissionais, nos mantivemos firmes em nossos valores, soubemos aproveitar o vento quando ele soprou e soubemos ter calma quando ele cessou. Foi o melhor resultado da DMCard na sua história. Foi lindo, e nossa área também contribuiu muito para este resultado. Muito orgulhosa das conquistas, como área e como empresa.

5. Nós somos uma empresa muito aberta ao compartilhamento de novas ideias. Havia um projeto que você sempre quis colocar em prática e encontrou espaço para realizar na DMCard?

Sim, nós realizamos uma campanha de cobrança para clientes inadimplentes da carteira com certos critérios de avaliação. Pensamos em um mote que fosse fácil de atender, atraente para pagar e igual para todos. Parece simples, mas tem muitos conceitos cognitivos e acompanhamento estruturado por trás desta prática. E deu muito certo! Trouxemos milhões em forma de caixa para a empresa.

Temos um sonho coletivo, de tornar a empresa analítica (sem abrir mão da alma criativa e corajosa), e para isso, a semente começa com o programa de estagiários voltados à ciência de dados. E o mais importante dos sonhos, que é sermos inclusivos que, também, é o maior de todos os desafios. Demandará empatia, humildade, disrupção, coragem, ciência e agilidade. Implícito, um time incrível atuando nisto tudo!

6. Em toda a sua carreia você teve o suporte de livros, artigos e documentários que contribuíram para o seu crescimento profissional. Você poderia nos recomendar dois desses conteúdos que foram importantes para você?

Sou assinante da revista Exame há mais de 25 anos, para atualidades em diversas disciplinas requeridas no mundo corporativo. No mais, o mundo anda tão líquido e dinâmico que minhas recomendações de títulos de livros seriam completamente obsoletas, praticamente jurássicas.

7. A área do Crédito está passando por um momento de transição para se tornar ainda mais digital. Quais planos você tem em mente para o futuro dessa área?

A área de Crédito estará completamente em linha com a estratégia da empresa. Seremos mais digitais, analíticos, com as melhores práticas de mercado, voltada aos resultados financeiros e satisfação do cliente, inconformados com o status quo, celeiro de profissionais diferenciados. Acho que é um bom plano para o futuro próximo, não acham?

8. Além do Crédito, você lidera áreas novas na DMCard como a de Prevenção à Fraude e o MIS ou Sistema de Informações Gerenciais. Como é para você desenvolver times que se uniram, sob sua liderança?

Gosto de aplicar a fala de Michelangelo “Simplesmente retiro do bloco de mármore tudo que não é necessário, mas a obra já estava lá” para a realidade da liderança. O potencial e o talento já estavam lá. Cabia a mim, apenas tirar os excessos, lapidar.

E é isso que tenho feito com os líderes das áreas, dando oportunidades, reconhecendo e desafiando, sempre com o total apoio e incentivo da diretoria. Assim, garantimos estar em linha com a estratégia da empresa, dar peso às áreas e reconhecer as pratas da casa. E ainda temos o renascimento da área de Analytics, sob a forma de Ciência de Dados, dentro do Planejamento de Risco. Ampliamos seu escopo de atuação.

9. Hoje na DMCard você ocupa um cargo que lidera pessoas e o desenvolvimento de cada uma faz parte disso. Quais soft skills você considera necessárias para um profissional da área analítica?

Para esta prática de liderança, de uma área que demanda cobrança de resultados, gosto da expressão do Che Guevara: “hay de endurecerse, pero sin perder la ternura jamás”. Normalmente acertamos o “o que”, mas erramos muito no “como”. E os caminhos são muitos para se atingir o mesmo resultado.

Instrumentos ou disciplinas que te levem a uma escuta ativa, não julgamento, humildade, respeito ao outro, enxergar virtudes e potencial, usar da empatia e saber escolher as palavras, todos são muito válidos. Pode ser desde leituras diversas, práticas meditativas, espiritualidade, amigos para conversar, bons exemplos a se espelhar.

10. Com toda a sua experiência profissional e a vivência na DMCard nesse primeiro ano, o que você espera para o futuro da empresa e para o seu crescimento profissional?

Espero que a DMCard continue a crescer, e se mantenha com alma e identidade. E que eu, e cada um de nós, continuemos dando o nosso melhor para contribuirmos com o crescimento da empresa, e que, por consequência, levará ao nosso próprio crescimento profissional. Sempre será uma relação decorrente da outra.

Você viu como as áreas lideradas pela Edna são importantes para a empresa e, também, para os nossos clientes? Afinal, quando criamos metodologias de análise mais eficientes para aprovação do crédito estamos trabalhando para garantir a segurança financeira deles.

O que você tem achado da nossa série de postagens “10 perguntas para…”? Logo voltamos com mais um bate papo para que você conheça um pouco mais da DMCard e como nós trabalhamos pensando em você. Acompanhe sempre a gente o blog e não esqueça que também estamos nas redes sociais, no Facebook e no Instagram.

4+
Back To Top
×Close search
Buscar