skip to Main Content
O Que é E Quando Eu Devo Usar O Crédito Rotativo?

O que é e quando eu devo usar o crédito rotativo?

Entender para que serve e como funciona a opção de pagamento mínimo de sua fatura é muito importante para manter suas finanças no eixo

Ao fazer o pagamento da fatura mensal de seu cartão DMCard, logo abaixo do valor total de suas compras você encontra o valor de “Pagamento Mínimo”. Antes de optar por fazer um pagamento inferior ao valor total e entrar no chamado “crédito rotativo”, é muito importante que você saiba como ele funciona e o que acontece com sua próxima fatura e seu cartão.

Sua fatura traz o valor total de suas compras e o valor mínimo para pagamento.

O crédito rotativo é uma opção que oferecemos para que você pague apenas uma parte do valor devido. Quando isso acontece, a diferença é automaticamente incluída na fatura do mês seguinte.

Ao efetuar o pagamento de qualquer valor inferior ao total, você já entra no crédito rotativo e não apenas quando paga o valor mínimo.

Por exemplo, se o valor total de sua fatura é de R$ 400,00 e o seu pagamento mínimo for R$ 120,00, você pode efetuar o pagamento de quanto desejar entre estes dois valores. Ou seja, se o pagamento realizado for de R$ 300,00, os R$ 100,00 restantes entram no crédito rotativo e serão somados às compras de sua próxima fatura.

Lembre-se que o valor que você deixar para o mês seguinte será acrescido de encargos e juros, ou seja, será um pouco maior. Além disso, ele continua descontando de seu limite disponível.

Por isso, o crédito rotativo foi criado par ser utilizado em caso de necessidade, quando por algum imprevisto você não puder efetuar o pagamento total de sua fatura.

Ao escolher essa opção com seus pagamentos em dia, seu cartão continua liberado para compras, caso você ainda tenha limite disponível.

E se no mês seguinte eu ainda não conseguir pagar o valor total?

Quando você entrar no crédito rotativo, é aconselhável que se organize para, no mês seguinte, efetuar o pagamento do valor total da fatura.

No entanto, se você ainda estiver em uma situação que não consiga realizar o pagamento total, você terá duas opções:

  1. Você pode realizar o pagamento mínimo da nova fatura, mais o saldo devedor da fatura passada com encargos e juros, ficando para o próximo mês o pagamento do saldo devedor da fatura atual.

Isso acontece porque o valor da fatura anterior, obrigatoriamente, será pago em sua totalidade para evitar a ocorrência de juros sobre juros. Para isso, ele é somado ao pagamento mínimo referente às compras do mês

  1. Você pode entrar em contato com a DMCard e solicitar o parcelamento do valor total da fatura. Neste caso os juros são mais baixos, e se ao pagar a primeira parcela houver saldo disponível, você poderá continuar usando seu cartão. O cartão só será bloqueado se o limite inteiro estiver comprometido.

Tente manter suas faturas em dia, evite acumular dívidas e, assim, mantenha o cartão disponível para uso sempre que precisar.

Se ainda tiver alguma dúvida entre em contato conosco enviando uma mensagem pelo chat online e não deixe de curtir nossas redes sociais para acompanhar todas as novidades do seu cartão.

1+
Back To Top
×Close search
Buscar